Posts

foto: reprodução internet

Montego Bay, ou MoBay, para os íntimos

Assim como o Rio de Janeiro, para o Brasil, Montego Bay é considerada, para a Jamaica, a capital do turismo. Trata-se da segunda maior cidade da ilha, em área, e  a quarta, em população. Fica a noroeste da capital, Kingston, e possui o maior aeroporto internacional do país. Montego Bay também é conhecida por sediar o maior festival de reggae do mundo, o Reggae Sumfest.

Montego Bay situa-se entre Negril e Ocho Rios, a noroeste de Kingston | foto: reprodução internet

Montego Bay situa-se entre Negril e Ocho Rios, a noroeste de Kingston | foto: reprodução internet

Na época da colonização e ainda ao longo do século XX, Montego Bay foi basicamente uma cidade portuária, de onde escoava a grande produção de açúcar local. Muitos desses antigos latifúndios são, hoje, resorts. Há ainda as great houses, casas grandes das fazendas de açúcar, que foram preservadas e podem ser visitadas, como a Greenwood Great House e a Rose Hall Great House.

Além de história, Montego Bay tem inúmeras opções de lazer e diversão. Desde as mais óbvias, como praias, até campos de golfe. Música e vida noturna também não faltam por lá. Duas das praias mais famosas são Walter Fletcher e Doctor’s Cave Bay.

A Walter Fletcher fica bem próxima ao centro, tem águas calmas, areia fina e é ótima para nadar ou praticar snorkeling. Nesta praia, que por si só é excelente para passeios em família, há o Aquasol Theme Park, um parque aquático que tem também pista de kart e quadras de tênis.

Já a Doctor’s Cave Bay, conhecida no passado pelo grande poder de cura de suas águas, fica a cerca de 100 metros de um recife. Pode-se chegar lá de barco, mergulhar com snorkel e ver peixes-leões, tartarugas, arraias e peixes-palhaços.

O golfe, uma das heranças britânicas na Jamaica, pode ser praticado em campos espalhados pelos vários resorts, como no Tryall, Hilton Rose Hall e White Witch Rose Hall.

foto: reprodução internet

Glistening Waters Luminous Lagoon, a Lagoa Luminosa.  Clique aqui para ver a galeria de fotos completa.

O reggae, é claro, também tem vez em MoBay. O Reggae Sumfest acontece em meados de julho, desde 1993, e já trouxe artistas jamaicanos – como Damian e Stephen Marley, The Mighty Diamonds e Sean Paul – e internacionais – como 50 Cent, Baby Cham e Rihanna. Para os fãs de Bob Marley, há o Bob Marley Experience and Theatre, que fica no Half Moon Shopping Village. Lá, além de assistir a um documentário sobre a vida e a música de Bob, é possível comprar pequenas recordações ligadas a ele.

Por fim, uma benção da natureza. Em Montego Bay há um lugar chamado Glistening Waters Luminous Lagoon, a Lagoa Luminosa. Graças a um fenômeno natural, chamado bioluminescência, micróbios que habitam a lagoa absorvem energia e, quando a água é agitada, iluminam a lagoa de forma espetacular. Os passeios são feitos depois do pôr do sol, quando a visibilidade é melhor. Há mais alguns (poucos) lugares onde isso acontece, porém esta lagoa é a mais luminosa e o fenômeno pode ser observado em qualquer época do ano. Coisas da Jamaica…

foto: reprodução internet

Negril é para todos

Negril fica no lado oeste da Jamaica | foto: reprodução internet

Negril fica no lado oeste da Jamaica | foto: reprodução internet

Dê uma olhada no mapa da Jamaica. Bem no cantinho esquerdo da ilha está Negril. Fica a 240 km a oeste da capital, Kingston, e a 1 hora e 15 minutos do aeroporto internacional, localizado em Montego Bay. Até os anos 1950, o acesso por terra era difícil e a melhor maneira de se chegar até lá era através do rio ou do mar.

Não se sabe ao certo a origem do nome Negril. A primeira versão, diz que se trata de uma abreviação de negrillo, que em espanhol significa negrinhos e seria uma referência à cor dos penhascos, ao sul. A segunda, considera que o nome original seria Negro Eels, devido à grande quantidade de enguias (eels) que viviam na região, tendo sido alterado para Negrillo e, enfim, Negril.

Com a abertura da estrada, a pequena vila de pescadores começou a atrair turistas. Primeiro, foram os próprios jamaicanos. Em seguida, vieram os hippies e mochileiros estrangeiros, que se hospedavam nas casas de moradores locais ou acampavam nas praias. Era o início da maior vocação de Negril: o turismo.

Extensas praias com águas calmas, penhascos, noites agitadas. Negril tem tudo isso. Desde que foi inaugurado o primeiro resort, o Negril Beach Village (depois renomeado Hedonism II), em 1977, muitos outros vieram. Entre eles o Couples Swept Away, Sandals, Legends Resort e Riu Palace Tropical Bay.

Seven Mile Beach e Long Bay são as praias mais famosas e badaladas. Para quem gosta de uma praia mais tranquila, mesmo que sem grande infraestrutura, uma boa opção é Bloody Bay Beach. Se preferir parques, há o Kool Runnings Water Park, que tem atrações aquáticas e de aventura e o Royal Palm Reserve, um parque ecológico, onde se pode conhecer melhor a flora e a fauna locais.

Clique na foto para ver a galeria de Negril

Clique na foto para ver a galeria completa de Negril

Para os mergulhadores, Deep Plane, The Arches, Ballard’s Reef e Gallery são os lugares mais conhecidos, tanto por seus corais coloridos, quanto pela diversidade marinha. Já em West End Road, onde o mar encontra as falésias, há o Rick’s Café, um lugar incrível, onde os mais corajosos saltam de um penhasco a mais de 12 metros de altura.

Para finalizar, uma dica. Uma das mais belas atrações de Negril é de graça, acontece todos os dias e pode ser vista de vários lugares: o pôr do sol. Escolha uma bela praia, um penhasco ou mesmo a janela de seu hotel e desfrute desse momento ao mesmo tempo corriqueiro e especial.

 

Rock House Hotel, em Negril

Jamaica: Once you go, you know

O slogan acima foi utilizado em uma campanha publicitária desenvolvida para o Jamaica Tourist Board, com o claro objetivo de incentivar o turismo àquela ilha do Caribe – famosa por sua música e por ter sido berço de Bob Marley, seu filho mais ilustre – porém, pouco conhecida por suas belezas naturais e sua excelente infra-estrutura turística.

Com cerca de 3 milhões de habitantes, a Jamaica é a terceira maior ilha do Caribe e tem no turismo sua principal fonte de receita. Estima-se que 1,3 milhões de turistas visitem a ilha anualmente.

Entre suas principais cidades estão a capital Kingston, na costa Sul, e Portmore, Spanish Town, Mandeville, Port Antonio, Ocho Rios, Negril e Montego Bay, na costa Norte. Como atrações turísticas, destacam-se as inúmeras praias com seus visuais paradisíacos, além de rios e cachoeiras de beleza exuberante.

O Dunn River Falls, em Ocho Rios e a Blue Lagoon, em Port Antonio, famosa por ter sido locação para o filme “A Lagoa Azul”, no início dos anos 80, são alguns dos destinos mais concorridos do país.

A música também é um dos principais fatores que levam os turistas à ilha. O Bob Marley Museum, em Kingston, foi a última residência do cantor e possui uma grande variedade de objetos utilizados por ele, além de ter sido cenário para algumas das mais incríveis histórias deste ícone da música mundial. O Bob Marley Mausoleum, local onde nasceu e está enterrado, é outra atração obrigatória para os fãs.

Mas há algo que faz da Jamaica um lugar ainda mais especial: o seu povo. De maioria negra e geralmente cultivando dreadlocks na cabeça e um largo sorriso no rosto, têm vocação para receber bem e provavelmente vão lhe pedir para sorrir, afinal, você está na Jamaica. E isso basta. Em bom português: se você for, você entende.