OT_JamesBond_DrNo

James Bond e a Jamaica

A relação entre o cinema e a Jamaica é antiga. De 20.000 Léguas Submarinas, de 1954, passando por A Lagoa Azul, de 1980, até a comédia Jamaica Abaixo de Zero, de 1993. Mas, o que isso tem a ver com James Bond?

Talvez pesquisando sobre turismo na Jamaica você já tenha esbarrado com a James Bond Beach. A razão do nome é simples: lá viveu Ian Fleming, o autor dos 12 romances e 2 contos que narram as histórias do espião inglês.

Mais do que pesquisa ou imaginação, Ian Fleming teve certa vivência no mundo da espionagem. Ele foi Oficial da Inteligência Naval Britânica durante a Segunda Guerra Mundial e participou do planejamento e supervisão de muitas operações de inteligência e espionagem, inclusive uma na Jamaica, sobre as atividades de submarinos alemães.

Fleming apaixonou-se pelo lugar e, posteriormente, comprou uma propriedade na aldeia de Oracabessa Bay, que batizou de Goldeneye. Foi nesta casa que Ian Fleming, trabalhando sistematicamente, criou o personagem e todas as suas aventuras.

Hotel Goldeneye, em  Oracabessa Bay.  |  foto: divulgação

Hotel Goldeneye, em Oracabessa Bay

Atualmente, Goldeneye é um sofisticado hotel e resort que pertence a Chris Blackwell, produtor musical e dono da Island Records. A casa original do autor está preservada e é possível ficar hospedado nela pagando 8,5 mil dólares por noite!

Ainda falando de James Bond, o filme 007 Contra o Satânico Dr. No, de 1962, foi rodado na Jamaica (além de Londres) e teve Ursula Andress como uma das bondgirls.