foto: reprodução internet

Jerk food: tão jamaicano quanto o reggae

Certos pratos remetem imediatamente a um lugar. É assim com o acarajé, na Bahia; com o bacalhau, em Portugal, e com a pasta, na Itália. Nesta mesma linha, não há nada que se associe mais à Jamaica do que o jerk. Sua origem é antiga, remete aos índios nativos e também aos escravos fugidos, que se escondiam nas montanhas.

O sabor e o preparo do jerk remetem às origens do povo jamaicano  | foto: reprodução internet

O sabor e o preparo do jerk remetem às origens do povo jamaicano  | foto: reprodução internet

Inicialmente, o jerk era um processo de conservação da carne, tradicionalmente de porco ou frango. A carne era assada em buracos na terra, onde eram feitas pequenas fogueiras. Posteriormente, a técnica evoluiu e passaram a ser utilizados antigos barris de óleo, cortados ao meio longitudinalmente. No jerk é preciso haver a defumação da carne, para que seja mantido o sabor original. Assim, são preservadas ambas as partes desses barris e adicionadas dobradiças para uni-las, de forma que a carne asse tampada e em contato com a fumaça.

Além da técnica de preparo, outro aspecto importante do jerk são os temperos. A pimenta-da-jamaica, pimentas picantes e sal são a base da maioria das receitas. A esses elementos são adicionados ervas e especiarias (às vezes mais de 30 tipos), como tomilho, alho, canela, cebolinha e noz-moscada. Os ingredientes são misturados e esfregados sobre a carne, que fica marinando por cerca de 12 horas para absorver o sabor.

Os festivais de jerk food são tradicionais na Jamaica  |  foto: reprodução internet

Os festivais de jerk food são tradicionais na Jamaica | foto: reprodução internet

Muito popular em toda Jamaica, o jerk ganhou inúmeras versões: carne bovina, lagosta, caranguejo e até tofu, em alguns restaurantes. Se preferir, há jerk stands (barraquinhas ou carrinhos) e jerk centres (pequenas lojas) por toda parte. O site jamaicajerktrail.com traz indicações com endereços em toda a ilha.

Boston Bay, que fica em Portland, no nordeste da Jamaica, é considerado o berço do jerk. Anualmente, acontece por lá o Portland Jerk Festival, que além de jerk, tem shows e muita música. Enquanto você não experimenta o jerk na própria Jamaica, que tal preparar você mesmo um jerk de frango?

Jerk de frango

Jerk de frango  |  foto: reprodução internet

Jerk de frango | foto: reprodução internet

INGREDIENTES (para 4 pessoas)
1 frango de aproximadamente 1,5 kg
8 pimentas picantes cortadas em rodelas
2 colheres de chá de tomilho
2 colheres de chá de pimenta-da-jamaica moída
8 dentes de alho picados
3 cebolas médias picadas
2 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de sopa de sal
2 colheres de chá de pimenta do reino moída
1/2 copo de azeite de oliva
1/2 copo de molho de soja
1 copo de suco de laranja
1/2 copo de vinagre
canela moída, gengibre ralado e noz moscada a gosto
suco de um limão

MODO DE FAZER
1. Corte o frango em 4 partes e reserve.
2. Corte a cebola, o alho e as pimentas.
3. Leve todos os ingredientes ao liquidificador para fazer o molho do jerk.
4. Esfregue parte do molho nos pedaços de frango e reserve uma parte para usar depois.
5. Deixe marinar por 8 a 12 horas na geladeira e mantenha o molho reservado também na geladeira.
6. Leve os pedaços de frango ao forno alto por 30 minutos, depois vire-os e deixe mais 30 minutos.
7. Retire do forno e termine o preparo colocando os pedaços sobre uma grelha. Vire os pedaços frequentemente e regue-os com o molho restante durante o preparo.